Brasil tem 1.271 mortes por covid-19 em 24h e total se aproxima de 60

Funcionários da saúde em um hospital de campanha no Rio durante a pandemia de Coronavirus.     (Alessandro Dahan / Getty Images)

O Brasil tem 59.656 fatalidades e 1.408.485 casos confirmados de covid-19. Os dados estão reunidos a partir do consórcio de imprensa, que reúne o UOL, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

Die na terça-feira, 30. balanço publicado foi atualizado às 8 horas É levado em conta com base nas informações das 27 secretarias estaduais de saúde.

Dentro de 24 horas, foram registradas 1.271 mortes e 37.997 testes de reagente para o SARS-CoV-2.

Após dois dias, o Brasil voltou a confirmar mais de mil mortes no período de um dia. É o país que ainda é vítima registrada em 24 horas em todo o mundo. Logo depois, a Índia está, com 506 mortos, de acordo com a plataforma Worldmeter.

Há 45 dias do Brasil sem ministro da Saúde. Eduardo Pazuello está em função na função nesse meio tempo. Em meio à crise de saúde, o presidente Jair Bolsonaro descartou dois ministros por desentendimentos na política de saúde.

Veja também
  • Estado do Rio chega a 10 mil mortes por covid 19; casos passam de 112 milBRASILEstado do Rio alcançou 10 mortes por covid-19; casos vão a partir de 112query_builder 30/06, 2020-18h06
  • Em um mês, Centro Oeste tem quatro vezes mais mortes por covid 19BRASILDentro de um mês, o Centro-Oeste tem quatro vezes mais mortes por covid-19query_builder 30/06, 2020-13h06

A cidade de São Paulo é de fatalidades

Um balanço do São Paulo Governo Paulo mostra que a capital, paulista, mostrou uma redução no número de mortes causadas pelo Covid-19 nos últimos sete dias, de 23 a 29 de junho, por 17%. A comparação é feita com a semana anterior, de 16 a 22 de junho.

De acordo com os dados, nos últimos sete dias o capital registrou 622 mortes pela doença, alta de 752 na semana anterior.

PR volta a fechar comércio

O governo do Paraná publicou um decreto no final da tarde desta terça-feira, 30, determinando o fechamento de serviços como não essencial como medida de combate ao avanço de covid-19. Em um mês, as mortes por covid-19 aumentaram 335%.

No dia 1º de julho, eles só podem abrir instalações como supermercados, farmácias e postos de gasolina. A regra se aplica em 134 cidades do estado, que respondia por 75% das infecções, incluindo a capital, Curitiba, e Londrina, a segunda maior do estado.