Adhemar Ferreira da Silva é homenageado por atletismo

Adhemar Ferreira da Silva é homenageado pela World Athletics (Divulgação / Wikimedia Commons)

O bicampeão olímpico de dois tempos, Adhemar Ferreira da Silva , será o único atleta da América do Sul a receber atletismo. World Heritage Disk, Hommage criado pelo Departamento de Unidade da entidade que gerencia a modalidade.

"Em 2018, esta homenagem foi criada para celebrar aqueles que fizeram a história do atletismo em todo o mundo, e o Brasil é o único país da América do Sul a ganhar esta honra", comenta o presidente da consuldadoras (confederação sul-americana de atletismo) e membro do conselho de atletismo, Helio Gesta.

Adyel Silva, filha do bicho olímpico de duas vezes campeão, celebra a homenagem aos atleticanos e lamenta a falta de respeito aos brasileiros pelo legado do pai, que morreu em 2001. " É sempre bom que no meu caso o meu pai, no caso do meu filho, seja homenageado pelo avô. Mesmo de fora do Brasil, esses gestos de respeito e cuidado são importantes demais. Estamos felizes, apesar de sabermos que o Brasil não respeita a história do meu pai. Conquistar tudo o que ele conseguiu em um momento em que era para ser uma Olimpíada, amador, uma vida praticamente espartanica, é uma conquista admirável, " explicado à agência brasileira.

Adhemar Ferreira da Silva é homenageado pela World Athletics

Depois de Helio Gesta, a placa em homenagem à medalha de ouro brasileira nos Jogos de 1952, em Helsinque (Finlândia), e a partir de 1956, em Melbourne (Austrália), no salto triplo deve ser encontrada no Centro Esportivo Tietê instalado em São Paulo. Paulo em dezembro deste ano. A essa altura, ela trabalhou o Clube Tietê, no qual Adhemar alcançou o primeiro dos cinco recordos mundiais da carreira. Em três de dezembro de 1950, o ex-atleta saltou 16 Cravings (igualando a distância do japonês Naoto Tajima).

" Na última reunião de pré-temporada de atletismo, em março, recebi os incumbentes para trazer junto a placa, que já estava pronta. Ela está comigo na minha residência em Manaus. A ideia era instalá-lo em março, mesmo após as reuniões da CBAt (Federação Brasileira Brasileira de Atletismo) e do Consulado, mas a pandemia do Covid-19 acabou mudando tudo. E agora nosso plano é formalizar a homenagem no final deste ano, "

Além do Patrimônio Mundial do Atletismo, o triplista será ancorado neste ano ao entrar no Hall da Fama do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Atletas Históricos como Jesse Owens, Emil Zatopk, Paavo Nurmi, Fanny Blankers-Koen e Abebe Bikila, e competições como a Maratona de Boston, Penn Relays e o Van Damme Memorial, já integram a lista de máxima entidade embelezada pelo atletismo.

Técnico alemão também será homenageado

O alemão Dietrich Gerner, Coach e grandes conselheiros olímpia de dois tempos, também serão homenageados. Ele foi escolhido como a "primeira lenda" entre os treinadores da América do Sul.

A tradicional corrida internacional de São Silvestre também é homenageada por seu significado histórico. O processo, que foi criado em 1925, é usado com 30 participantes e está a 15km de distância. O prêmio será entregue à Fundação Cásper Líbero, que é a proprietária dos direitos do evento.