Brasil tem 1.057 mortes por covid-19 total de 24h; chega a 60.713

(Bloomberg/Colaborador / Getty Images)

O Brasil publicou 60,713 mortes e 1.453.369 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento realizado pelo consórcio de imprensa entre as Secretarias Estaduais de Saúde, e publicado nesta quarta-feira, 1º a partir de julho. A marca dos 60 mortos foi superada em uma atualização do boletim no início da tarde.

O balanço, que foi atualizado às 8 horas, mostra que em 24 horas 1.057 mortes e 44.884 testes de reagente para o SARS-CoV-2 foram registrados.

O consórcio de veículos traz o UOL, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra juntos.

Há 46 dias do Brasil sem ministro da Saúde. Eduardo Pazuello está em função na função desde maio.

SP e RJ: quarentena de 100 dias

Nesta quarta-feira, São Paulo e Rio de Janeiro completaram 100 dias desde o início da quarentena. No dia 24/02, quando a medida começou, São Paulo havia confirmado 745 casos confirmados e 30 mortes por Covid-19. Há hoje 15.030 mortes e 289.935 pessoas infectadas.

O Rio de Janeiro já tinha 233 casos e quatro vítimas. No último boletim foram registradas 10.198 mortes e 115.278 exames positivos.

As capitais dos dois estados vivem situações semelhantes na fase de quarentena. No paulista, shoppings e comércio de rua já retornaram ao trabalho e a previsão é que em 6 de julho bares e restaurantes também voltem.

Na capital fluminense, bares e restaurantes podem ser reabertos a partir desta quinta, 2.

, 2.

Veja também
  • BRASILTrês gráficos mostrando a evolução de Coronavirus dentro de SPquery_builder 01/07, 2020-18h07
  • BRASIL6-Estados do Brasil testarão a vacina chinesa contra covid-19query_builder 01/07, 2020-14h07

Novos casos de mortes crescentes e em queda

O Ministério da Saúde publicou nesta quarta-feira um balanço que analisa o desenvolvimento da pandemia após as semanas epidemiológicas. Esta análise é realizada por sempre contabilizando os casos de domingo a sábado. Atualmente estamos na 27ª semana, que começou em 28 de junho.

As semanas de comparação 25 e 26, houve um aumento de 15% no número de novas infecções pelo coronavírus no país no período de sete dias, indo de 217.065 para 246.088.

Depois de bater recorde durante quatro semanas como o país que mais registrou novos casos de covid-19 no mundo, o Brasil passou a ficar em segundo lugar. O número de pessoas infectadas nos Estados Unidos voltou a crescer na última semana epidemiológica, um total de 246.876 testes positivos.

Em termos de mortes, o Brasil teve um total de 7.256 vítimas na semana epidemiológica 25ª e de 7.094 em 26ª, uma diminuição de 2%. Mesmo com a redução, cinco semanas atrás, é o país que confirma as mais novas mortes no período de sete dias.