China appoa segurança de Hong Kong após aprovar novas leis

Protestos: Sob manifestações, a China aprovou a polêmica lei de segurança nacional para Hong Kong, considerada uma forma de silenciar a oposição e minar a autonomia do território (Athit Perawongmetha/Reuters)

O governo da China agiu rapidamente para nomear um novo oficial de segurança em Hong Kong, levando um setor de propaganda oficial, tanto os Protestes como os meios de comunicação passaram a ter o controle do controle. o território. Zheng Yanxiong torna-se o primeiro diretor do Escritório para a Proteção Nacional de Segurança em Hong Kong, do governo chinês.

Zheng primeiro se tornou líder da cidade no sul da China quase uma década atrás, quando assumiu uma abordagem linha-dura em relação a protestos de moradores de uma aldeia por suposta terra fraudada.

Um membro do alto escalão do partido comunista na província de Canton (Guangdong) trabalhou como o responsável pela propaganda da sigla para uma boa parte de suas quase três décadas de carreira.

Veja também
  • MUNDOChina aprova a polêmica lei de segurança de Hong Kongquery_builder 30/06, 2020-07h06
  • MAGAZINE carne-como fazer negócios em (e a partir de) Chinaquery_builder 02/07, 2020-05h07

Observadores da política chinesa dizem da nomeação de Zheng, de 56 anos, anunciada esta sexta-feira, sinaliza uma nova realidade para Hong Kong.

A cidade é há muito conhecida por sua imprensa vibrante, inclusive através de publicações que frequentemente criticam o Partido Comunista Chinês, e jornalistas em geral têm conseguido fazer com pouco medo de intimidação ou efeitos legais do Trabalho.

O post de Zheng foi criado com a nova lei de segurança nacional de Hong Kong criada por Pequim esta semana com a intenção de fortalecer o controle da cidade vem se ramificando por protestos anti-governo ao longo do último ano.

Com a nova lei, Pequim está levando Hong Kong muitos dos métodos chineses de lidar com as atividades policiais e com contenções à parte governista.