MEC anuncia inversão de R$ 200 milhões para universidades e institutos

Universidades: MEC fornecerá fundos para instituições de ensino (foto/agência Brasil)

O Ministério da Educação (MEC) anunciou hoje (3) o Repasse de cerca de $200 milhões de R$ para investimento em infraestrutura e equipamentos nas universidades e institutos federais. De acordo com o projeto selecionado, as instituições recebem R$ 800 a R$ 4 milhões.

O secretário executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, explicou que os recursos serão investidos em três frentes: segurança, com medidas de combate a incêndio e pânico, acessibilidade e fiscalização supervisionada; redução de gastos futuros, como aquisição de powerboards fotovoltaicos e retomada do trabalho; e investimentos em equipamentos de tecnologia da informação e comunicação.

Veja também
  • NEGÓCIOSIndicado para a Educação é um parceiro enorme que faz o tablet para o brinquedoquery_builder 03/07, 2020-12h07
  • BRASILRenato Primavera será selecionado Ministro da Educação-Lack oficializaquery_builder 03/07, 2020-10h07

De acordo com Vogel, parte do montante também será usado para a compra de equipamentos para escolas médicas, em Campi sem hospitais.

Inovação

Além disso, o MEC anunciou que vai aumentar o orçamento da Sociedade Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Abrangeu de R$ 28 milhões a R$ 50 milhões, o orçamento que permitirá a abertura de editais para promover o credenciamento de novas universidades e institutos federais como unidades de inovação Embrapii.

O objetivo do projeto é estimular a relação entre instituições de ensino e empresas privadas em pesquisa para a indústria, com o desenvolvimento de projetos que atendam às exigências da indústria. "A ideia é que a universidade sirva cada vez mais para o setor produtivo", disse o secretário da Universidade do MEC, Wagner Vilas Boas.

Segundo ele, até um terço do valor dos projetos desenvolvidos pelas unidades de inovação pode ser financiado com verbas públicas. O restante vem da unidade de negócios. Atualmente, 17 unidades de pesquisa são credenciadas por universidades e institutos federais da Embrapii, e a previsão é de que o novo edital seja publicado até setembro.