Vale está pronta para retomar dividendos a fim de ser dependente de pandemia, diz CFO

Vale: A política de dividendos foi suspensa após a queda de Brumadinho (Vale / Divulgação) Dam

O Vale Miner mantém-se apto a retomar a política de pagamento de dividendos a investidores, e depende de tanto apenas na redução das incertezas pandêmicas do coronavírus, o CFO da empresa, Luciano Siani, na quinta-feira.

Durante a participação ao vivo da XP incentivou Investimentos, ele explicou que incertezas dependem do comportamento da China, o objetivo das exportações Mais exportações da Vale " s.

No caso de a política de dividendo não ser retomada, a Vale completará dois anos em setembro sem a distribuição de pagamentos. A política foi bloqueada após a queda do Brumadinho (MG).

Os preços internacionais do minério de ferro tendem a renunciar no segundo semestre, à medida que o minerador brasileiro pretende retomar algumas de suas potencialidades produtivas.

Veja também
  • NEGÓCIOSVale junta-se à cessação de medidas sobre a justiça de NY sobre Marianaquery_builder 11/06, 2020-11h06

Depois de um primeiro trimestre fraco, no qual a empresa teve que reduzir sua liderança para 310-330 milhões de toneladas em 2020, em meio a atrasos na retomada da produção de minas paradas após Brumadinho (MG) e impacto de coronavírus, o executivo sinalizou que a empresa estará em posição de maior volume para oferecer.

Para o segundo semestre disse o CFO, que o objetivo da Vale é acelerar o ritmo de produção, em relação ao registrado nos seis primeiros meses de 2020, e para atingir a meta anual, que já considera uma provisão de perdas relacionadas à pandemia em 2020 de até 15 milhões de toneladas.

"(Com isso), os preços do minério de ferro devem cair no segundo semestre ... mas é melhor a empresa com sua potencialidade em um mercado inferior produzir (de valor) quanto a permanecer (com preços altos) na situação de restrição (de produção) e favorecer seus concorrentes", explicou em Live-promovido pela XP Investimentos.

Durante a pandemia do novo Coronavírus, Vale, algumas de suas minas do complexo de Itabira (MG) enfrentaram julgamento para o surto da doença entre os funcionários, mas as operações lá já foram retomadas.

Anterior, a Vale disse à Reuters que é "antes do desafio de Covid-19, que se baseia em suas operações com um contingente mínimo de pessoas, de modo que apenas as atividades são seguras". A empresa chegou ao relatório de que tinha cerca de 60% milhões de trabalhadores nas operações.

"A empresa quer retomar a produção, mas novamente em um seguro &#8221manner;, reafirmou o CFO.

Veja também
  • NEGÓCIOSJustiça pede por Vale R$ 7,9 bilhões em garantias em ação sobre Brumadinhoquery_builder 27 de maio, 2020-13h05

Siani reconheceu que a alta nas cotações externas de minério de ferro foi causada nos últimos meses, incluindo, pelo cenário desafiador da empresa, tradicionalmente o maior produtor global de minério de ferro, que perdeu o posto para a Rio Tinto em 2019, como resultado de Brumadinho.

"O motivo do alto preço em Eisenerz foi a própria Inabilidade da Vale para trazer a produção para o mercado," salientou.

No início de junho, o minério de gelo no mercado físico da China atingiu seu nível mais alto em quase um ano, enquanto as preocupações com Itabira, a commodity perdeu algum impulso recentemente, mas ainda está sendo negociado acima de $100 ton.

Sem grandes aquisições

Com um passado de aquisições que são consideradas equivocadas hoje, a Vale não deve ser um player do peso no mercado de Fusões e aquisições a ser, embora alguns ativos em Valores mais atraentes sejam o que faz rumores crescem.

De acordo com Siani, mesmo que grandes aquisições sejam descartadas, também porque a gestão corporativa tem outras questões prioritárias na mesa, pequenas compras, como as de uma pequena mina em Minas Gerais, anunciadas no início deste ano, podem acontecer.

Outro setor que está em foco é o de energia renovável, já que o mineiro tem o objetivo de se tornar autossuficiente. Essas aquisições, disse, têm um custo "marginal".

Sem aquisições "de vulto" no horizonte, com um planalto de dívida líquida razoável e investimento muito menor do que os do passado, a Vale não tem grandes objetivos na capital, que é a expectativa sobre seus dividendos que foram expostos a pagamentos desde a tragédia de Brumadinho.

Com uma geração de caixa em nós ter normal ao ano entre 13 bilhões e 15 bilhões, a Vale deve destinar o dinheiro aos acionistas.

" Este dinheiro não pode ser um destino diferente do retorno aos acionistas. Então, se essa geração de caixa continua forte, se os preços continuarem em uma boa base, se a empresa conseguir retomar com segurança sua produção, a tendência de fato é que há acionistas remunerados e neste ambiente juros muito baixos, alguns analistas veem uma chance na empresa. "

Barragens

De acordo com Siani, a Vale trabalha com Affoll para provar a todo o público que suas barragens são seguras, um trabalho necessário após a tragédia em janeiro do ano passado em Brumadinho, quando quase 300 pessoas morreram.

Ele disse que a empresa colocou como uma de suas "aspirações" a conversão Vale "em uma das empresas do setor de mineração mais seguras do mundo", e que hoje a empresa analisa toda a estrutura de suas barragens, algumas muito antigas para ter o conhecimento da situação de cada um.

" A Vale em 2018 enfrentou grande reconhecimento internacional, através de mudanças na governança, qualidade de seu produto, com o minério de alta qualidade mostrando seu valor e o minério da Vale, que contará com um expressivo Prêmio &#8221gehandelt ;, comentado sobre Siani.

Agora, segundo Brumadinho, Siani disse que a Vale era muito mais sensível às questões sociais, por exemplo. "Queremos estabelecer um novo pacto com a sociedade brasileira, não só que a mineração seja uma atividade essencial, mas que traga prosperidade", disse.

Nesse sentido, a Vale tem questões prioritárias relacionadas à ESG &#8211gesetzt; meio ambiente, social e governança. Por exemplo, a Vale compromete-se com o Acordo de Paris, cujo objetivo é reduzir as suas emissões em entre 40% e 50% até 2030. Outra questão da Vale diz que a atenção é a preservação das florestas.

Siani admite que os investidores, desde o ano passado, ainda não estão investindo confortavelmente na Vale, dada a percepção de que ainda existe que a empresa precisa fazer mudanças. Por esta razão, a empresa brasileira hoje estará com várias " muito atrás de sua capacidade de gerar riqueza ".

É devido a essas questões, no entanto, que a Vale é negociada com um desconto em relação aos seus concorrentes. A distância de valor entre a Vale e a australiana Rio Tinto, por exemplo, que subiu para $30 bilhões, de acordo com Brumadinho, já está em $40 bilhões hoje, com a percepção do mercado de que a Vale será difícil de produzir devido à pandemia. No entanto, a empresa vai priorizar a produção segura, disse.

"A Vale está sendo punida pelos investidores.", percepção de risco e que as práticas precisam ser desenvolvidas, e#8221;, Siani destacou.